Os riscos da comunidade capturada versus a plataforma da “favelania”

Pedro Cláudio Cunca Bocayuva

Nesse artigo procuramos indicar o risco que atualmente representa para os direitos dos favelados uma “captura as noção de comunidade” como política de contenção e controle tendo como palco a cidade do Rio de Janeiro. Procuramos identificar os elementos que justificariam um projeto de investigação sobre os usos da noção de comunidade que se inscreve no debate sobre a favela/periferia. Resgatamos na sua elaboração um conjunto de outros trabalhos que descrevem uma problemática que confronta duas agendas para a cidade. Partimos da identificação das componentes da estratégia do constitucionalismo de controle na sua relação com a idéia de “pacificação” da comunidade, como hipótese de pesquisa que articula o controle social com a agenda de choque de ordem. Complementamos o trabalho com o tema da agenda alternativa, a que denominamos estratégia da “favelania”, para o que utilizamos ao longo do texto algumas elaborações anteriores. A reflexão crítica sobre o uso atual da noção de comunidade como elemento de uma estratégia de controle social foi elaborado após o novo conjunto de incidentes ligados ao confronto no Morro dos Macacos no Rio de Janeiro. Buscamos, também, elaborar uma breve descrição (genealógica) dos processos de modernização na sua relação com a formação dos novos problemas e conflitos da periferia urbana brasileira.

http://www.riless.org/otraeconomia/bocayuva5.pdf

Responder

Introduce tus datos o haz clic en un icono para iniciar sesión:

Logo de WordPress.com

Estás comentando usando tu cuenta de WordPress.com. Cerrar sesión / Cambiar )

Imagen de Twitter

Estás comentando usando tu cuenta de Twitter. Cerrar sesión / Cambiar )

Foto de Facebook

Estás comentando usando tu cuenta de Facebook. Cerrar sesión / Cambiar )

Google+ photo

Estás comentando usando tu cuenta de Google+. Cerrar sesión / Cambiar )

Conectando a %s

A %d blogueros les gusta esto: