Economia solidária e ecossociodesenvolvimento: a construção de uma nova percepção de sustentabilidade

Tiago Schneider de Jesus y Raquel Fabiana Lopes Sparemberger

Os problemas ambientais que emergiram nas últimas décadas suscitaram o questionamento do atual modelo de desenvolvimento, concluindo-se que ele não consegue atingir o equilíbrio social, ambiental e econômico. Por tal razão, esse artigo busca analisar quais os pressupostos que devem balizar um novo modelo de sociedade, atribuindo-se à solidariedade o caráter de princípio norteador, juntamente com o respeito aos recursos naturais, que precisam ser utilizados dentro dos limites da capacidade de regeneração do meio ambiente, permitindo que, não somente as gerações futuras, ma também a atual tenham acesso iguais a ele, garantindo-se condições mínimas de sobrevivência. Observa-se, para tanto, o papel do movimento da Economia Solidária e as interações proporcionadas por ela, acreditando-se que tal movimento possui plenas condições de, não resolver, mas amenizar as desigualdades sociais e o desequilíbrio ambiental, através da incorporação da solidariedade na conduta de todos, a partir do que aqui se chama de “ecossociodesenvolvimento”.

http://www.riless.org/otraeconomia/tiagoraquel5.pdf

Responder

Introduce tus datos o haz clic en un icono para iniciar sesión:

Logo de WordPress.com

Estás comentando usando tu cuenta de WordPress.com. Cerrar sesión / Cambiar )

Imagen de Twitter

Estás comentando usando tu cuenta de Twitter. Cerrar sesión / Cambiar )

Foto de Facebook

Estás comentando usando tu cuenta de Facebook. Cerrar sesión / Cambiar )

Google+ photo

Estás comentando usando tu cuenta de Google+. Cerrar sesión / Cambiar )

Conectando a %s

A %d blogueros les gusta esto: